02 outubro 2007

Terça-feira, Outubro 2

@-Não foi um Deputado cantor de opereta notoriamente fisiológico, não foi um político oriundo de um partido médio e até medíocre para alguns com mais de dois neurônios, mas, foi ex-Governador de um Estado “chave” na política Nacional, economicamente importante; foi um ex-presidente de partido, partido esse que governou o País por oito longos e catastróficos anos; este cidadão acusou publicamente uma figura importante na política Nacional; apontou um crime, acusou um Ex-presidente; cadê o escândalo Globo? Folha? Veja? Estadão? O Globo? Record? Bandeirantes? CBN, Jovem Pan.....

@-Amáveis leitores não é preciso um exercício de imaginação, de abstração muito grande para fazer um paralelo: caso um Senador da Republica (nem precisa ser ex-governador ou presidente de partido, muito menos uma secretária!) do PT acusasse o Presidente da República [Lula] por caixa2 na campanha, o mundo desabaria na mídia corporativa, a histeria da mídia inundaria as ondas do radio, da TV e a imprensa escrita produziria quilos e mais quilos de papel ordinário!

@-A semana foi aberta e nada, absolutamente nada aconteceu. O Senador Eduardo Azeredo acusou diretamente o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e nada, absolutamente nada aconteceu. A não noticia virou um escândalo muito maior do que o chamado caixa2, a mídia corporativa abriu a semana calada, escandalosamente silenciosa. Qual é a moral desta mídia para acusar quem quer que seja?

@-A “indignação” virou partido político, tornou-se uma ferramenta de trabalho travestida na mortalha da hipocrisia. A ética virou plataforma política dos enrustidos, a moral transfigurou-se na amoralidade. A grande mídia desfaleceu!

@-Frase objetiva da Sambu: "Para nós, o que importa não é que tenha uma imprensa que fale bem ou mal do governo. O que interessa é ter uma imprensa capaz de informar os fatos concretos e objetivos". Presidente Lula

@-Tirinha de Jornal: "Desde 2003, o governo federal autorizou a criação de 94.765 vagas, por concurso público, em todos os órgãos do Executivo, e este número poderá crescer ainda mais até dezembro. Soma-se aos funcionários concursados o maior número de cargos em comissão, que passaram de 17.559 em 2003 para 19.724 até fevereiro passado — um aumento de 12%. Dados do Ministério do Planejamento, apontam que este ano, até setembro, já haviam sido autorizados concursos para preencher 13.280 vagas. Como o Orçamento de 2007 permite que sejam contratados até 28.727 servidores para o Executivo, até o fim do ano novos concursos devem ser autorizados.” O Globo

@-Sobre a tirinha de cima: que bom! O Estado Brasileiro estatisticamente é um dos mais “raquíticos” do mundo democratico, falta servidores para quase tudo, principalmente na saúde, educação, fiscalização, meio ambiente, e por ai vai. O Estado foi sucatado por sucessivos governos, tornou-se fundamental a reconstrução de um Estado necessário e ágil. A falácia neoliberal do Estado mínimo se confunde com a falácia do Estado gigante da pseudoneo-esquerda. O Estado necessário tem um número aproximado de servidores para funcionar a contento, e este ainda esta muito aquém do Estado servidor.

@-Frase direta da Sambu: “Se quisermos fazer escolas técnicas e novas universidades e laboratórios, nós vamos ter que contratar mais gente". Presidente Lula

@-Tirinha de Colunista: “José Serra, o inconsciente do consciente: caminha para o primeiro ano como governador, nenhuma realização. Não é novidade: ficou 15 meses como prefeito da capital, saiu "invicto" em matéria de atendimento público.” Helio Fernandes / Tribuna da Imprensa

@-Só para constar: “O governo do Principado de Mônaco recebe hoje o pedido de extradição do ex-banqueiro Alberto Salvatore Cacciola. O ministro da Justiça, Tarso Genro, acredita que até o final do mês a Justiça de Mônaco e o príncipe terão decidido sobre o futuro do ex-banqueiro brasileiro. Na tentativa de reaver o dinheiro desviado por Cacciola, o governo brasileiro negocia acordos de cooperação internacional. “Vamos atrás do dinheiro com certeza. O importante é não só bloquear, como também repatriar”. Afirmou o secretário Nacional de Justiça, Romeu Tuma Júnior.”

@-Só para constar II. “As vendas totais do setor automotivo somaram 353.833 unidades em setembro, uma alta de 29,59% em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (1) pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Na comparação com agosto, o setor registrou alta de 11,26%.O desempenho somado no ano bateu novo recorde. De janeiro a setembro, já foram 3.025.862 veículos vendidos, uma expansão de 28,48% sobre o mesmo período de 2006.” Do G1

@-“Descobrir quantas são, quem são e como vivem as pessoas em situação de rua no Brasil é o objetivo da Contagem Nacional da População em Situação de Rua, iniciada nesta segunda-feira. O levantamento foi encomendado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).” O Dia

@-Última. Tirinha do Novaes (Gazeta Mercantil):

Nenhum comentário: