19 outubro 2007

@-O medo pela volta de Cacciola em certas corporações ligadas a um partido político não desmancha no ar, é gasoso.

19/10/2007

@-Amaveis leitores, só resta o imbróglio da CPMF e a Denúncia do Procurador-Geral da República sobre o tucanoduto para findar o ano político, a grande mídia começa a ficar repetitiva, literalmente esquizofrênica. E no varejinho pingado (a não noticia noticiada) da notícia: escândalo financeiro da multinacional Cisco e o “possível” mensalão paulista capitaneado pela Nossa Caixa.

@-O P-SOL entrou com mais uma representação contra o presidente licenciado do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), até ai tudo bem, o P-SOL é movido por denúncias de jornais e da revista Veja. A novidade: entraram também com uma representação contra o Senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), acusado de ser um dos chefes [da organização criminosa?] do tucanoduto, vulgo “mensalão do PSDB”, ou, como quer a mídia corporativa, “mensalão mineiro”. Parabéns pela coerência P-SOL!

@-Só tem um detalhezinho: o senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO) vai arquivar no Conselho de “Ética” o processo contra o Senador Eduardo Azeredo, segundo o excelentíssimo Senador Quintanilha: “as denúncias são referentes a período anterior à posse de Azeredo na Casa”.

@-Frase correta da Sambu: "Se os demos [ DEM / “Democratas”) estão dizendo que vão fechar questão (contra a CPMF), é um problema deles.” Presidente Lula

@-Tem jornalista da mídia corporativa completamente abulada pelo diversionismo politiqueiro, motivo? O foragido Cacciola, segundo a jornalista com sobrenome de fabrica de móveis, esta magoado com um Senador do PT por causa de uma tal lista (entregue ao Senador) de banqueiros que teriam sido socorridos (de forma ilícita?) pelo Banco Central no triste e catatumbótico Governo FHC. Ora! Cacciola, entrega à lista para o Ministério Público, e pare plantar notinhas para a mídia amiguíssima. Volta Cacciola, volta!

@-Segundo a jornalista de sobrenome parecido com uma fabrica de móveis: Cacciola não estaria aborrecido com o PSDB, mas com o PT! AHAHAHAH

@-frase negociadora da Sambu: "Nosso partido não tem o perfil para o tudo ou nada. Se formos por aí, será por falta de opção". Senador Arthur Virgílio Neto (PSDB-AM), sobre a CPMF.

@-Racha no PMDB? Natural. Racha na base aliada? Na medida do possível, esta coesa. Aonde esta o definitivo e irrevogável racha? Resposta: PSDB & DEM

@-“O deputado Dr. Talmir (PV-SP), integrante da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Sistema Carcerário, concluiu nesta quinta-feira que é "caótica" a situação dos presídios de Presidente Bernardes e de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo. Segundo ele, que participou de visita da CPI aos presídios, não há nessas duas unidades chance de recuperação para os condenados.” Agência Câmara

@-Extra! Extra! Deu no jornal: “O apresentador Luciano Huck não reconheceu, em encontro com agentes do Departamento de Investigações Sobre o Crime Organizado (Deic) na tarde desta quinta-feira, os dois suspeitos de roubar o seu relógio Rolex presos ontem pela polícia. Segundo a assessoria de imprensa do Deic, a tentativa de reconhecimento aconteceu em um escritório na região do Itaim Bibi. Os policiais mostraram fotos dos suspeitos.” O Dia

@-“A Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou ontem, por unanimidade, o projeto que aumenta de quatro para seis meses o período da licença-maternidade. A iniciativa é facultativa, mas a empresa que aderir à proposta terá incentivos fiscais.” JB

@-Só para constar: “Mesmo com o leilão para a compra de dólares feita pelo Banco Central, a moeda norte-americana caiu mais uma vez nesta quinta-feira (18). O dólar fechou negociado a R$1,788, o menor nível desde o dia 31 de julho de 2000. A forte baixa das taxas de câmbio ocorre no dia seguinte à decisão do Copom (Comitê de Política Monetária), que manteve a taxa básica de juros em 11,25%.” DCI

@-Última: charge do Novaes (Gazeta Mercantil):

Nenhum comentário: