20 setembro 2007

Quinta-feira, Setembro 20

@-Parte da mídia corporativa ficou raivosa ao saber que o Ministro da Justiça, Tarso Genro vai se encontrar com o diretor-geral de Justiça do Principado, Philippe Narminau, para apresentar às autoridades de Mônaco os motivos da condenação de Salvatore Cacciola no Brasil e iniciar uma negociação para a extradição do ex-banqueiro. Articulistas, analistas e coisas que tais da grande mídia desancaram a viajem. Este blogueiro ficou com a pulga atrás da orelha: será que gente graúda (donos?) da mídia corporativa estava envolvida no oba-oba da desvalorização do real? Alguns próceres amigos do poder ganharam [informação privilegiada] os tubos?

@-Frase imponente da Sambu: “Se eu tivesse perdido a votação por um voto, eu teria arrumado a minha gaveta e teria saído daqui. Mas eu não perdi, eu ganhei". Senador Renan Calheiros

@-Rendendo-se aos fatos: “Os internautas que freqüentam o site do jornal New York Times (www.nytimes.com) devem ter notado mudanças deste terça-feira (18). Os "Ts" em cor laranja - que indicam conteúdo premium do site - praticamente desapareceram das páginas, e a maior parte das matérias está liberada, gratuitamente, aos não-assinantes.”

@-"Tudo indica que a safra será recorde este ano e há possibilidade de a criação de emprego ser recorde também". Presidente do Banco Central, Henrique Meirelles

@-Jornalistas experientes profetizam com vigor um lema: a mídia não pode brigar com o fato. No jornalismo brasileiro pode. Brigam cotidianamente, produzem outros fatos de importância duvidosa, inflando-os, distorcendo-os para ganhar peso e vendagem. O assunto (tirando o surrado caso Renan e adjacências) do momento e o caso Cacciola. O cidadão que saber sobre a vida do fugitivo da justiça na Itália. O Jornal Nacional vai mostrar os laços de amizades do fugitivo na Itália com pessoas do Brasil para o seu ávido espectador? Algum grande veiculo de comunicação mostrará o interior do Hotel do fugitivo, seus bens, suas relações...?

@-E a CPI do Metrô na Assembléia Legislativa de São Paulo? Foi para as calendas tapuias? O Consórcio Via Amarela , conseguiu mostrar o máximo da tecnologia: dois túneis das obras da Linha 4 do Metrô de São Paulo não se encontraram, estavam desalinhados. Segundo a mídia corporativa, ou melhor, o Consórcio Via Amarela, a “falha” é de fácil resolução. Não diga! O problema não é o realinhamento, mas, como foi possível cometer um erro tão grosseiro. Esta obra deveria ser perecida com todo o rigor, mas....

@-Notas de rodapé da mídia corporativa: “Três homens que estavam em um bar na rua Roberto Valentino de Camargo, no Jardim Pinheiros, zona oeste da capital paulista, foram alvejados na noite desta quarta-feira. Dois deles morreram na hora, o terceiro foi encaminhado ao Hospital Universitário na USP, mas não resistiu. Segundo o 51º DP, da região do Butantã, não há informações quanto aos autores dos tiros. Está é a 12ª chacina ocorrida neste ano na cidade de São Paulo, totalizando 50 mortos.” Último Segundo

@-Só para constar: “A direção dos Correios e o comando de greve dos trabalhadores chegaram a um acordo para colocar fim à paralisação que começou na quinta-feira. A reunião aconteceu na tarde desta quarta-feira, após a primeira audiência de conciliação no Tribunal Superior do Trabalho (TST), quando o ministro Milton de Moura França pediu que houvesse uma nova tentativa de acordo.” Portal Terra

@-Última: tirinha do André Dahmer (Malvados)

Nenhum comentário: