12 setembro 2007

Quarta-feira, Setembro 12

@-Fazendo pauta para a mídia corporativa-diretório-partidário (1): o PSDB vai votar unido (todos os Senadores, menos um, Senador de Alagoas que ainda “não sabe”) na cassação do Presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL). Este blogueiro acredita piamente no gesto consensual do PSDB. Eu acredito em duendes travessos!

@-Fazendo pauta para a mídia corporativa-diretório-partidário (2): o líder do Democratas, José Agripino Maia (RN), anunciou, após reunião de bancada ontem, que 17 senadores do partido decidiram [por unanimidade!] votar pela cassação do Presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL). Este blogueiro acredita piamente no gesto consensual do DEM. Eu acredito em tucanos herbívoros!

@-Sobre as duas tirinhas de cima: a cassação de Renan Calheiros pode sair com os votos de todos grandes partidos, mas, DEM & PSDB de maneira oportunista usa esta possibilidade para fazer crer na sua “unanimidade” partidária. Caso o Senador Renan escape, PSDB & DEM pousaram para os holofotes da mídia “indignados” e acusaram o PT pela absolvição do Senador. Parece que o consumidor da mídia corporativa aceita passivamente qualquer bobagem.

@-O absurdo, o hilário, o impensável aconteceu. O Senado Federal ia ser fechado para a visitação publica hoje, motivo? Grupos de jornalista planejavam adentrar na Casa travestidos de turistas, ou travestidos de funcionários, ou os dois. Segundo fontes Samburisticas (nada confiável), Deputados Federais adentrariam as dependências do Senado para fazerem o papel (leva e traz) de jornalistas. O que é pior: a tentativa de “fechamento” do Senado ou a possível maluquice de alguns jornalistas e Deputados? Como diz o rap: “Chapa Coco...Chapa Coco”.

@-Segundo enquete feita pela Folha de São Paulo, o Senador Renan Calheiros pode dar adeus ao Parlamento. A enquete mostra 41 votos irredutíveis pela cassação, dez votos irredutíveis pela absolvição e o resto esta em dúvida. Segundo a Folha o veredicto já esta posto. O eleitor virou papel de jornal, virou ondas curtas e médias, virou Plim Plim! Parece que a covardia também virou sinônimo......

@-A grande e estrepitante novidade: Heloísa Helena! Depois de entregar de bandeja uma cadeira no Senado Federal a um cadáver político de seu Estado por uma aventura desastrada. Depois de servir aos interesses obscuros e inconfessos de um belo naco da mídia corporativa. Depois de uma derrota acachapante...Eis! A ex-senadora Heloísa Helena (AL), subira hoje a Tribuna do Senado para acusar, ou melhor, fazer a defesa da representação pelo P-SOL e pela aprovação desta. Este blogueiro adoraria ouvir os sonoros e estridentes berros da ex-Senadora, saudades!

@-Frase estudada da Sambu: "Sou um estudioso do mundo e eu lhes digo que entre os países de renda média, o Brasil é o país onde há menos corrupção. Não é verdade que haja um problema sistêmico de corrupção no Brasil". Secretário de Planejamento de Longo Prazo, Roberto Mangabeira Unger

@-Enquanto a mídia corporativa só tem olhos para o “causo” Renan a oposição na Câmara aproveita para atrapalhar o desenvolvimento do País. As bancadas do PSDB, DEM e PPS obstruíram ontem a votação da Câmara dos Deputados, a matéria da pauta era de fundamental importância. Varias medidas de estímulo à reestruturação e ao ajuste fiscal dos Estados não foram votadas ontem por causa do histerismo da oposição sobre a CPMF, tentam atrasar a votação da CPMF, em nome da sociedade; sociedade? Qual? Os amigos da FIESP?

@-Tirinha de blogueiro: “Realmente era a notícia menos esperada do momento político. O Governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), pode ter dado um golpe de mestre. Nos últimos dias, ele parecia estar nas cordas, encurralado pelas notícias da aliança do seu PMDB (através do ex-Governador Garotinho e do Deputado Jorge Picciani) com o DEM (ex-PFL) de César Maia para o lançamento da candidatura a Prefeito do Rio em 98. Havia também quem desconfiasse que Sérgio Cabral estava por trás disso tudo (eu mesmo cheguei a pensar na hipótese). O fato agora está claro: Garotinho e César Maia (talvez com apoio ou inocência - o que é difícil - de Picciani) estavam dando um golpe em Sérgio Cabral, em Lula e no povo do Rio. Sérgio Cabral reagiu brilhantemente criando esse fato político e ainda justificou: "Ora, Gadelha, o Rio é uma cidade maravilhosa, que está maltratada e que precisa de uma boa administração". O que torna a notícia verossímil é o fato do atual Vice-Governador, Luiz Fernando Pezão, ser aliado da maior confiança de Cabral. Claro que essa candidatura surpreendente não pode ser encarada como definitiva, ainda falta muito tempo para dizermos que está tudo decidido. Mas não resta dúvida que Sérgio Cabral colocou seus adversários em cheque com a notícia. Que, além do mais, deve ter acalmado o PT e feito o Presidente Lula abrir um largo sorriso.” Hayle Gadelha / Blog do Gadelha

@-Tirinha de Jornal: “O Ministério Público Estadual vai pedir a quebra do sigilo bancário e telefônico da juíza Olga Regina Guimarães, suspeita de ligação com o narcotraficante Gustavo Duran Bautista. Ela é investigada pelo Tribunal de Justiça da Bahia, e mesmo assim foi promovida, anteontem, pelo próprio tribunal, por critério de antiguidade, para a 47 Vara de Substituição da Comarca de Salvador.” O Globo

@-Última: Charge do Mikhail Zlatkovsky, Russia

Nenhum comentário: