07 agosto 2007

Terça-feira, Agosto 7

@-Extra! Extra! O presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou reto pela bandeira brasileira ao chegar a uma solenidade, no México. Ao se dar conta do terrível ato, o Presidente Lula recuou e prestou continência a Bandeira brasileira. Este blogueiro esta indignado. Um acinte! A falta de assunto aliado ao jornalismo partidário faz de pequenas e normais gafes parecerem um desrespeito.

@-A Ordem dos Advogados do Brasil não vai apoiar o movimento político-partidário denominado “Cansei” da OAB paulista, ou melhor, do PSDB. A pressão foi gigantesca. Algumas seccionais repeliram o movimento veementemente, emparedando a OAB. O inusitado movimento desfaleceu de cansaço na praia dos tucanos.

@-A mídia corporativa ignorou a gravíssima denúncia feita pelo Presidente do Senado, Renan Calheiros. O Senador acusa como "nebulosa" a venda da TVA (emissora por assinatura em São Paulo, Rio de Janeiro e sul do país) do grupo Abril para a Telesp, controlada pelo grupo estrangeiro Telefônica, para o Senador graves irregularidades ocorreram nesta transação. Com a palavra e atos: Congresso Nacional.

@-Leia a integra da Carta Denúncia do Presidente do Senado, Renan Calheiros, é interessante, para dizer o mínimo. ::Aqui::

@-Tirinha de portal: “Com os cabelos loiros e impecavelmente alisados, a empresária e estilista Patricia Guizzardi, 37, recusava ser chamada de representante da "elite branca" (expressão cunhada pelo ex-governador Claudio Lembo). "Eu acho esse comentário até racista. Sou povão. Passei dez carnavais seguidos no Rio de Janeiro, sambando no meio de negros”. Terra Magazine

@-Tirinha de Jornal: “Ao apresentar sua defesa ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o desembargador José Ricardo de Siqueira Regueira, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio e São Paulo) - acusado de formação de quadrilha na denúncia da Operação Hurricane (furacão, em inglês) -, chamou de mentiroso o procurador geral da República, Antônio Fernando de Souza, e classificou a Polícia Federal de "nazista". Para Regueira, o atual momento é "pior do que na época da ditadura". Tribuna da Imprensa

@-Uma classe eternamente indefinida. Não é rica, mas também não é pobre. Agasalha no seu seio valores populares, renega-os diuturnamente, não reconhece o pobre como igual. Recebe um bombardeio cotidiano de valores (leia-se: bens facilmente realizáveis em dinheiro) da elite endinheirada, é serviçal dela. A classe média originou-se com o aparecimento da burguesia financeira e industrial, tornou-se a estopa-dirigente da pobreza, o capataz da classe rica, o serviçal obediente.

@-O democratico Governador José Serra demitiu 61 funcionários do Metrô. O clima entre os funcionários é de consternação. O Governador mostra mais uma vez a sua face autoritária, mas a culpa é do Lula!

@-Tirinha de leitor: “Oposição responsável e conseqüente para certos boquirrotos é subir na tribuna do Senado e ameaçar agredir o Presidente da República ou, então, contratar um moleque qualquer no Paraná para dar bengaladas num ministro deste governo. Oposição conseqüente e responsável para os emplumados falsos moralistas é comportar-se como moleques nas CPIs inventando "indícios" para o imprensalão estampar em suas ridículas manchetes sensacionalistas. Então, tá. E a justificativa que o medíocre dá para a popularidade do Presidente Lula é a da falta de leitura de jornais? Inacreditável! Não é a falta de leitura de jornalecos, é a negação da leitura de mentiras e a percepção das omissões quando se trata dos fatos negativos que envolvem governos e políticos tucanos ou pefelistas.” Do leitor: Jose Justino de Souza Neto.

@-Última: tirinha do André Dahmer (Malvados)

Nenhum comentário: