03 agosto 2007

Quinta-feira, Agosto 2

@-Amaveis leitores, os termos: “pista escorregadia”, “suja” ou “contaminada”, são usados pelos trabalhadores da aviação Civil, mas não significa “pista suicida”, mortal ou perigosa, nenhuma tripulação iria suicidar-se em uma pista reconhecidamente assassina, na aviação civil existem pistas mais difíceis para o pouso, é normal, não deveria sê-lo, mas isso é outra história. A tentativa criminosa por parte da mídia corporativa (poucos veículos foram sérios na cobertura) em culpar a pista movida puramente por motivos políticos-eleitorais foi definitivamente descartada. Erro dos pilotos? Falha mecânica, elétrica ou do computador? Falha do equipamento teria causado a “falha” humana ou vice-versa? Um modelo de avião com falha estrutural de origem? Nos próximos meses a resposta será conhecida. A mídia corporativa murchou, alguns jornalistas da esfera política estão constrangidos, mas não perderam a arrogância, uns até tentaram de forma disfarçada desculpar-se perante seu leitor, a emenda saiu pior que o soneto. Usaram e abusaram da tragédia para fins escusos, o caráter da letra miúda prevaleceu sobre a tragédia.

@-Frase perfeita da Sambu: "O que mais impressiona é a velocidade com que a mídia determinou as causas do acidente apontou responsáveis e definiu soluções urgentes e drásticas!" Filósofa Marilena Chauí

@-Enquanto isso...Uma ponte ruiu ontem sobre o rio Mississipi, entre as cidades de Minneapolis e Saint Paul, nos Estados Unidos. Último levantamento aponta sete mortos e dezenas de feridos. Terrorismo ou negligencia terceiro-mundista?

@-E no primeiríssimo e velho mundo: “Os erros que permearam a operação da Polícia Metropolitana de Londres que resultou na morte do brasileiro Jean Charles de Menezes são revelados no relatório final das investigações do caso, a ser divulgado hoje pela Comissão Independente de Queixas contra a Polícia (IPCC) depois de dois anos de investigações. "O relatório sobre a morte de Jean Charles foi alterado durante as investigações em função de ameaças de ações legais emitidas por policiais criticados no documento", acrescenta o IPCC.” Jornal do Brasil

@-Inacreditável! Amaveis leitores, o PSDB quer criar outra CPI da “Crise Aérea”, aonde? Na Assembléia Paulista. O Deputado Fernando Capez (PSDB) teria reunido 29 das 32 assinaturas necessárias para encaminhas o requerimento. O PSDB abafou, enterrou, sepultou mais quase 70 CPIs e agora quer abrir uma CPI sobre a tragédia da TAM. Este blogueiro concorda com a abertura desta CPI, assim ficaria escancarada a desfaçatez politiqueira dos tucanos e afins.

@-Só para constar à dificuldade de analise sobre o acidente da TAM: a pista esta descartada, se influiu, foi muito pouco, a pista curta e a falta de area de escape é uma realidade posta para todos que pousam no aeroporto, não existe o “SE” ou “C”. A arremetida foi descartada por muitos, mas pode voltar à baila, bem como o descontrole total do avião deixando pilotos no vazio, só o tempo trará respostas.

@-Frase rançosa da Sambu: “Queremos saber quem do governo recebeu. Se o ministro da Defesa (Nelson Jobim), ou até o presidente da República teve acesso a esses dados antes de serem enviados à CPI.” Deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR)

@-Como era de se esperar o TSE concedeu ontem, liminar que suspende a cassação pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do mandato do Governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima (PSDB), e do Vice-governador, José Lacerda Neto. As provas contra o Governador não são plenas, cabais, mas um escândalo além da imaginação, milhares de cheques distribuídos graciosamente em plena campanha eleitoral. A conferir o julgamento no TSE.

@-A mídia corporativa tradicional Norte-Americana enfrenta a sua pior crise. Credibilidade ladeira abaixo. A imprensa Americana sempre foi marcada pelo pluralismo (dentro dos limites do modo de produção capitalista). A concentração midiática caminha a passos largos na terra do Tio San, mas o lucro... E na terra do sabiá laranjeira: palavra “pluralismo” é sinônimo de palavrão!

@-Tirinha de Jornal: "O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, defendeu ontem o aumento da licença-maternidade de quatro para seis meses. Ele participou no Rio, acompanhado das atrizes Cássia Kiss e Isabel Filardis, da abertura da Semana Nacional de Amamentação. Cerca de 300 mulheres e seus bebês estiveram no evento, na Cinelândia.” O Globo

@-Sobre a tirinha de cima: o que se passa com o Jornal Nacional? Uma belíssima matéria na Cinelândia para o fantástico jornal. Bebes e suas respectivas mamães, uma prestação de serviço para o Brasil vincular a matéria para o JN, AMAMENTAÇÃO. Quanto mau humor Vênus Platinada. Relaxa...

Um comentário:

carlos alberto saraiva disse...

MAIS UMA, DISfarçada ???, TENTATIVA DE GOLPE

Quinta-feira, 26.07.07, depois de abrir o Portal do IG, minha página principal, onde li no Último Segundo, em Opinião – Planalto acompanha com lupa a movimentação do “Fora Lula!”, lendo a matéria enviada por HELENA CHAGAS a respeito da passeata para o dia 4, na Av. Paulista e que por trás do movimento estão, mais do que o partido dos democratas, os setores conservadores da Fiesp.Ou seja, gente com recurso suficiente para comprar espaços para propaganda nas principais redes de TV do país – coisa, que aliás, já estariam começando a fazer.
Fui depois para o site do terra, e no terra Magazine, 26.07.07, às 17,51 horas, LI COISA MUITO PIOR , na Manchete: “Movimento “Cansei” terá espaço gratuito em TVs, informando em resumo que :
Empresários de SP lançam movimento “Cansei” contra crise, numa campanha publicitária que vai estrear nesta sexta-feira, ou seja, dia 27.07.07, para promover o protesto. A articulação, segundo assessoria do movimento foi feita por voluntários e emissoras de rádio e televisão, além de jornais e revistas, cederão espaço gratuitamente para a veiculação. A articulação inicial foi feita por um grupo de empresários , entre eles João Dória Jr, organizador de eventos, Sérgio Gordilho, presidente da agência África, e representantes da FIESP. Mas só a OAB/SP vai “assinar” os comerciais. E ainda dizem que não querem que o movimento seja caracterizado como antigoverno. A campanha foi anunciada oficialmente hoje pela manhã, em uma entrevista de seu presidente, D’URSO, estiveram presentes Alencar Burti, da associação comercial de SP, e Ronaldo Koloszuk, da FIESP, entre outros, Para domingo ( 29 ) organizaram uma passeata em SP em memória das vítimas do acidente em Congonhas.
Ainda segundo a matéria, a OAB/SP pretende expor a indignação dos brasileiros em relação à crise aérea, a violência e outros problemas do país e no próximo dia 17, quando o acidente da TAM completará 30 dias o movimento pretende “parar o país” durante um minuto, num protesto silencioso. Eis o que foi em resumo a matéria. ( coloquei em negritos e grifei ).
Escrevi então os seguintes comentários :
Inicialmente, quero fazer uma pequena observação entre o fato dos democratas e a FIESP, conforme comentou Helena Chagas, que já estariam comprando espaço para propaganda nas principais TV do país e a Manchete do terra Magazine quando, primeiro porque não creio que sejam apenas os democratas, mas também os seus aliados não oficiais do PSDB, que não querem aparecer, como JOSÉ SERRA, GERALDO ALCKMIN e FHC , segundo porque o movimento será gratuito com espaço não só em TVs, mas também em emissoras de rádio, além de jornais e revistas. Não tem menor relevância se será pago ou não, porque tal mídia está aliada aos conservadores golpistas e se pagarem tudo bem e se não quiserem pagar também, porque o que importa é criar um clima de anarquia para que o Estado de São Paulo comece a perturbar o governo atual, para impedir que LULA faça seu sucessor em 2100, iniciando assim a campanha eleitoral para presidência de JOSÉ SERRA. O movimento que dizem não ser antigovernista é na verdade um movimento político e eleitoral, funcionando como propaganda eleitoral contra futuro candidato que porventura for indicado por LULA e a favor de JOSÉ SERRA. Por tal razão, o PT Nacional, ou melhor, o Governo Federal, através do Ministério da Justiça, Tarso Genro, que apesar da sua competência, agora pode contar também com apoio e esclarecimentos, se necessário, de um Ministro também Jurista, ex-presidente do STF, Ministro NELSON JOBIM, já que são amigos há mais de 40 anos, têm pontos de vista políticos em comum, e assim, deveriam com urgência, ingressar com uma medida cautelar, não importando qual nome se dê à medida, junto ao TSE para impedir esta pouca vergonha, e quem sabe também junto ao STF com uma ação cível responsabilizando todos os organizadores e participantes do movimento. O Governo não pode mais ficar apenas monitorando o movimento, que sem dúvida é político, tem que tomar medidas jurídicas, com clareza, respeitando os direitos daqueles que respeitam os direitos do governo, porque para toda ação corresponde uma reação e está na hora do governo reagir, inclusive com uma mobilização nacional de esclarecimento e movimentos contra tal tipo de coisa. O Presidente LULA não pode mais deixar que seus eleitores sejam enganados pela mídia e seus adversários políticos, que usam de todos os meios escusos para atingir sua pessoa e acredito que é isto que o povo está esperando uma mobilização nacional. Já passou da hora, como dizia Geraldo Vandré, na música “...esperar não é saber, quem sabe faz agora, não espera acontecer”.
Faço alguns questionamentos. Se a indignação fosse com a crise aérea tudo bem, mas estão vinculando com a passeata pelas vítimas, com se a culpa do acidente da TAM fosse do Governo, quando nem indícios do que até agora se apurou levam a esta conclusão, pelo contrário, tudo corre em sentido ao avião ou aos pilotos, falha humana ou mecânica, que responsabilizará a TAM. Por quê tiveram a infelicidade de incluir VIOLÊNCIA, só para disfarçar ? Porque o grupo paulista não está preocupado com a violência de outros estados do país e não de SP, quando o problema é questão de segurança pública estadual, estando mais do que claro que não farão qualquer tipo de protesto CONTRA JOSÉ SERRA. Se o acidente é da TAM com diz a matéria do terra, por quê parar o país e não tentar PARAR A EMPRESA TAM. Por quê protesto silencioso e não um minuto de silêncio em respeito a memória das vitimas ? POR QUÊ ??? A resposta vocês sabem.

Sexta-feira, 27.07.07, às 14:00, foi colocada no mesmo terra magazine a seguinte manchete: “João Doria Jr nega movimentação política no “Cansei”. “Ligado a Geraldo Alckmin e Fernando Henrique Cardoso, o empresário é um dos criadores do protesto contra o caos aéreo, a corrupção e a violência. Leia mais”.
Na entrevista o Sr. João Doria jr , segundo a matéria, empresário, jornalista, publicitário e organizador de eventos, apresentador do programa semanal do “Show Business” exibido pela RedeTV , dono do Campo do Jordão Arts & Convention, onde no início deste mês organizou Passeios de Cães e Passeios de Bebês , coisas típicas da elite paulista, disse que a reunião que criou o projeto do movimento ocorreu no seu escritório e que o movimento criado com o nome de “Cansei” é cívico, sem nenhum viés político, sem autor, querendo fazer crer que ninguém é “dono da coisa”
Na mesma matéria, a Editora Abril, através de seu diretor Sr. Sidnei Basile, uma das empresas participantes do movimento, disse que vai ceder espaço publicitário para veiculação dos anúncios, admite que participou da reunião preparatória , dizendo ainda que quem o convidou para participar foi o Sr. Jesus Sangalo, da DM9, mas quem fez o contato foi o Sr. Paulo Zattolo, presidente da Philips, confirmando ainda que os anúncios sairão na VEJA e outras revistas da editora. Descaradamente, diz que não é um protesto contra o governo, como se ninguém soubesse que a VEJA e outras revistas da editora, de forma explícita são politicamente contra LULA e a favor dos candidatos em qualquer cargo dos filiados ao PSDB, como foi na eleição presidencial de 2002, em favor de JOSÉ SERRA e em 2006, em favor de GERALDO ALKMIN e ainda diz que não sabe como serão os anúncios. Incrível, não? É só lembrar como foram as manchetes e matérias da VEJA em 2002 e 2006 contra LULA. Quando perguntado na entrevista: “Mas quando se reclama de crise está se reclamando de quem, da TAM ?” Respondeu: “Meu caro, você está concluindo o que quer concluir. Conclua”., Finalizando assim sua entrevista, não sem antes dar indícios de que o Terra também vai participar, o que eu particularmente acredito, porque já observei e até escrevi, que o terra na grande maioria das notícias que aparecem no site, apenas repassa o que noticiou A Folha e o Estadão, jornais que certamente irão fornecer espaço para o movimento, assim como acredito que participarão O Globo, TV Globo, Revista Época, e quem sabe até mesmo a IstoÉ, entre outros meios de comunicação..
Na mesma matéria também foi entrevistado o Sr. NIZAN GUANAES, proprietário da África, que também participou de uma reunião preparatória do movimento, mas como uma de suas empresas, a MPM venceu a primeira concorrência do Governo Federal para administrar a conta dos Correios, disse que indicou o Sr. Jesus Sangalo como a pessoa mais apropriada para falar do assunto e o mesmo Sr. Jesus Sangalo, irmão da cantora Ivete Sangalo, por sua vez, disse que o principal organizador do movimento é o Sr. Marcus Hadade. Ou seja, ninguém quer ser autor, ou em outras palavras, ninguém quer se responsabilizar em dizer quem é “o pai da criança”. Parece estar bastante claro que a manobra para criação do movimento , segundo seus próprios criadores, produziram um movimento sem pai e mãe. Pergunto. A quem pensam que podem enganar ?

Vejo em tudo isto mais uma tentativa de GOLPE DE FORMA DISfarçada ???
Explico: A OAB/SP, com seu antigo presidente, queria de todas as formas, mesmo sem qualquer fundamento ou embasamento jurídico,o “Impeachment” do LULA e, o atual presidente D’URSO, não pode querer coisa muito diferente. Como advogado inscrito na OAB/RJ, além de ser Juiz de Direito Aposentado, exercendo função de Juiz Eleitoral por mais de 10 anos, venho acompanhando de longa data o comportamento da OAB/SP, da FIESP, agora com o Sr. Ronaldo Koloszuk, da mídia em geral, especialmente os Jornais FOLHA, ESTADÃO, O GLOBO, TV GLOBO, RÁDIO GLOBO, REVISTA ÉPOCA, site do TERRA, do qual sou assinante, não sabendo mais até quando. E com os nomes e siglas mencionados na matéria do Terra: Associação Comercial de SP, com o Sr. Alencar Burti, Sr. João Doria Jr, seu programa e RedeTV, partido DEM e PSDB, com JOSÉ SERRA, GERALDO ALCKMIN E FHC, Editora Abril, com sua revista VEJA e outras, Sr. Jesus Sangalo, da DM9, Sr. Paulo Zattolo, da Philips, Sr. Nizan Guanes, da África e finalmente Marcus Hadade. O movimento “Cansei” é político partidário, com objetivos claros de atingir a pessoa do Presidente Lula, além iniciar a campanha e propaganda eleitoral fora de época, em favor de JOSÉ SERRA para próxima eleição presidencial, questão que no meu entender deveria ser levando ao TSE.
Carlos Alberto Saraiva – Sábado, 28.07.07, às 23 horas.
Carlossaraiva2007@ig.com.br
http://saraiva13.blig.ig.com.br